Entre em contato conosco e

tire suas dúvidas

+ 55 49 3018-5248
+ 55 49 98822-7130
Entre em contato

Veja como é simples

  • Envie seu caso
  • Entramos em contato
  • Reunião Presencial ou Online
  • Termo de Acordo
  • Visite-nos ou envie seu caso de forma rápida e simples, diretamente pelo site. Identifique o problema, a forma de solução esperada e o valor aproximado do caso. Indique seus dados pessoais, observando o endereço de e-mail para contato, e informe os dados da parte com a qual será buscado o acordo.

  • Para prosseguir enviaremos um Convite para o requerido no endereço de e-mail informado, ou faremos contato por telefone para agendar uma reunião entre as partes, após o aceite do requerido.

  • Com o aceite do requerido é agendada a reunião, que pode ser presencial, na sede da COMPOR, ou ainda online, se as partes assim desejarem.

  • O procedimento será encerrado com o Termo de Acordo, que é um título executivo extrajudicial. Caso não seja possível a resolução do conflito pela Mediação, Conciliação ou Arbitragem, será emitido o Termo de Não Acordo, para encerramento do procedimento.

Quem Somos

COMPOR

Câmara de negociação, mediação e arbitragem do sul do Brasil nasceu com o intuito de acompanhar uma tendência mundial. Cada vez mais a gestão de conflitos se impõe, entre países, grupos econômicos, organizações, segmentos de uma sociedade, famílias e principalmente, entre pessoas. Neste sentido, o conceito de sociedade moderna sustentável passa por um processo crescente rumo a soluções edificantes e construtivas.

lawyer

Notícias

Arbitragem nos contratos de gestão das organizações sociais

Matéria usual nos contratos de concessões e nas parcerias público-privadas de infraestrutura



Arbitragem nos contratos de gestão das organizações sociais

Matéria usual nos contratos de concessões e nas parcerias público-privadas de infraestrutura



STJ confirma a extensão da convenção de arbitragem em contrato principal a contratos coligados

Tais contratos foram considerados pelo STJ como coligados ao contrato principal, uma vez que as obrigações neles estabelecidas decorriam diretamente daquele, encerrando uma unidade de interesses, principalmente econômicos.



STJ confirma a extensão da convenção de arbitragem em contrato principal a contratos coligados

Tais contratos foram considerados pelo STJ como coligados ao contrato principal, uma vez que as obrigações neles estabelecidas decorriam diretamente daquele, encerrando uma unidade de interesses, principalmente econômicos.